Quem Somos O que defendemos

QUEM SOMOS

A Rede Rotulagem é uma iniciativa do setor produtivo de alimentos e bebidas em defesa de uma nova rotulagem nutricional no Brasil, mais informativa e eficiente. A Rede é composta por 20 entidades:

  • ABIA
    ABIA – Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação
  • ABIR
    ABIR – Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas
  • ABIAD
    ABIAD – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para fins comerciais e congêneres
  • ABIAM
    ABIAM – Associação Brasileira da Indústria e Comércio de Ingredientes e Aditivos para Alimentos
  • ABICAB
    ABICAB – Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados
  • ABLV
    ABLV – Associação Brasileira da Indústria de Lácteos Longa Vida
  • ABIMAPI
    ABIMAPI – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados
  • ABIOVE
    ABIOVE – Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais
  • ABIQ
    ABIQ – Associação Brasileira das Indústrias do Queijo
  • ABITRIGO
    ABITRIGO – Associação Brasileira da Indústria do Trigo
  • ABPA
    ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal
  • ABRAS
    ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados
  • ABRE
    ABRE – Associação Brasileira de Embalagem
  • SIAEG
    SIAEG – Sindicato das Indústrias da Alimentação no Estado de Goiás
  • SINDICARNES SP
    SINDICARNES SP – Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no Estado de SP
  • SINDILEITE
    SINDILEITE – Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do Leite do Estado da Bahia
  • Viva Lácteos
    Viva Lácteos – Associação Brasileira de Laticínios
  • UNICA
    UNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar
  • CNI
    CNI – Confederação Nacional da Indústria
  • Firjan
    Firjan – Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro
  • O que defendemos

    A Rede Rotulagem defende a adoção de um modelo de rotulagem nutricional que ofereça ao consumidor brasileiro as informações básicas de que necessita para fazer escolhas alimentares com autonomia e consciência, de acordo com suas características e preferências individuais.

    Com esse objetivo, propomos um modelo no qual as informações nutricionais são apresentadas na parte frontal das embalagens, de forma clara e objetiva, com destaque em cores para as quantidades de açúcares, gordura saturada e sódio indicadas com base na porção usualmente consumida e também na porcentagem relativa a uma dieta diária de 2.000 kcal.

    Consequentemente, consideramos equivocados os modelos de alerta que substituem a informação pelo alarmismo e a educação pela tutela do consumidor.

    A oferta de informação de forma simples e clara, como proposta no modelo de rótulo informativo, contribui para a educação alimentar do consumidor e o incentiva a adotar hábitos mais saudáveis no contexto de uma dieta equilibrada.

    apelo ao alarmismo em detrimento da informação e da educação, como sugerido nos modelos de alerta, tem eficácia reduzida para impulsionar a mudança de hábitos.

    Desde o início do processo de revisão das normas da rotulagem nutricional no Brasil, a Rede Rotulagem desenvolveu, com o apoio de entidades, núcleos acadêmicos e especialistas de diversas áreas, estudos e subsídios que consideramos essenciais para que a solução a ser adotada no País considere em profundidade os impactos regulatórios e seja baseada em evidências técnicas e científicas.

    REDE ROTULAGEM

    ABIAABIRABIADABIAMABICABABLVABIMAPIABIOVEABIQABITRIGOABPAABRASABRESIAEGSINDICARNES SPSINDILEITEViva LácteosUNICACNIFirjan